...

...
Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Salmos 37.7


E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Filipenses 4:7


caixinha de promessas

23/09/14

A Bíblia realmente ensina que cristãos não perdem a salvação?

Por mais que ocorra apostasia no cristianismo, isso nunca pode nos levar a questionar a fidelidade imutável de Deus, a certeza do Seu conselho, o caráter permanente da Sua aliança, ou a confiabilidade de suas promessas. Devemos rapidamente abandonar todas as criaturas que deixam de confiar em Sua Palavra. E esta Palavra na sua totalidade é uma promessa imensamente rica para os herdeiros do reino.

Não é apenas um punhado de textos que ensinam a perseverança dos santos: o Evangelho inteiro a sustenta e confirma. O Pai os escolheu antes da fundação do mundo (Ef 1:4), ordenou-lhes a vida eterna (At 13:48), para serem conformes à imagem de seu Filho (Rm 8:29). Esta eleição permanece (Rm 9:11;. Hb 6:17) e no devido tempo traz consigo a vocação e a justificação e a glorificação (Rm 8:30).

Cristo, em quem todas as promessas de Deus são Sim e Amém (2 Co 1:20), morreu por aqueles que foram dados a Ele pelo Pai (Jo 17:6, 12), a fim de que Ele pudesse dar-lhes a vida eterna e não perder sequer um deles (Jo 6:40; 17:2). Ele, portanto, dá-lhes a vida eterna e nunca se perderão em toda a eternidade, ninguém os arrebatará da Sua mão (Jo 6:39; 10:28 ). O Espírito Santo, que os regenera, permanece eternamente com eles (Jo 14:16) e sela-os para o dia da redenção (Efésios 1:13; 4:30).

O pacto da graça é firme e confirmado com um juramento (Hb 6:16-18; 13:20), inquebrável como um casamento (Ef 5:31-32), como um testamento (Hb 9:17), e em virtude desse pacto, Deus chama os seus eleitos. Ele inscreve a lei no mais íntimo do ser deles, coloca temor no coração deles (Hb 8:10;. 10:14), não permite que sejam tentados além de suas forças (1Co 10:13.), confirma e completa neles o bom trabalho que Ele começou (1Co 1:9;. Fp 1:6), e os mantém para o retorno de Cristo, para que recebam a herança celestial (1 Ts 5:23; 2 Ts 3:3; 1. Pe 1:4-5

Em sua intercessão diante do Pai, Cristo age de tal forma que a fé de seus eleitos não desfaleça (Lc 22,32), e que no mundo eles possam ser guardados do maligno (Jo 17:11, 20), para que possam ser salvos em todos os tempos (Hb 7:20-25). Ele está contemplando Sua glória (Jo 11:24-26). Os benefícios de Cristo, que o Espírito Santo dá a eles, são todos irrevogáveis (Rm 11:29). Aqueles que são chamados também serão glorificados (Rm 8:30). Aqueles que são adotados como filhos, são herdeiros da vida eterna (Rm 8:17; Gl 4:7). Aqueles que creem já têm a vida eterna aqui e agora (Jo 3:16). Esta mesma vida, sendo eterna, não pode ser perdida. Ela não pode morrer, uma vez que não pode pecar (1Jo 3:9). A fé é uma terra firme (Hb 11:1), a esperança é uma âncora (Hb 6:19) e não nos decepciona (Rm 5:5), e o amor nunca acaba (1Co 13:8).
__________________________________
Por Herman Bavinck
Texto extraído no original de Reformed Dogmatic 4.269-70 (quebras de parágrafo são de Kevin DeYoung)
Tradução: Arielle Pedrosa