Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Salmos 37.7


E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Filipenses 4:7


caixinha de promessas

07/09/14

Deus vai ajuda-lo

A caminho de Roma, Paulo e mais 276 pessoas naufragaram. Podemos aprender três lições importantes com esta
história.

Primeiro, que temos de ouvir Deus. Se não ouvirmos, acabamos por passar pela dor e pela perda: "...Paulo os admoestava, dizendo-lhes: varões, vejo que a navegação há de ser incómoda, e com muito dano...mas o centurião cria mais no piloto e no mestre do que no que dizia Paulo...os mais deles foram de parecer que se partisse dali..." (Atos 27:9-12). Repare, estar em maioria não significa que se está certo. A quem estamos a ouvir? Essas pessoas conhecem Deus? Estão a caminhar pela fé ou pelo pensamento humano? Jesus disse: "...se alguém receber o que eu enviar, me recebe a mim..." (João 13:20).


Segundo, que os propósitos de Deus ultrapassarão sempre os planos dos homens e das mulheres. Deus pode mesmo fazer com que os erros contribuam para o nosso bem. Por causa deste naufrágio, Paulo chegou a Malta e apresentou a esse povo o evangelho. Em vez de se massacrar por causa desses erros, ou discutir sobre quem está certo ou errado, tente ver nisso a mão de Deus.

Finalmente, seja o que for que tenhamos perdido, Deus pode restaurar. "Os quais [o povo de Malta] nos distinguiram...com muitas honras; e, havendo de navegar, nos proveram as coisas necessárias" (Atos 28:10). Não limite Deus. Ele usará pessoas para nos abençoar - pessoas que nem sequer conhecemos. Jesus disse: "Dai, e ser-vos-á dado; boa medida recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço..." (Lucas 6:38). Sintamo-nos encorajados. Deus ajudar-nos-á a ultrapassar!

Fonte: A Palavra Para Hoje