...

...
Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Salmos 37.7


E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Filipenses 4:7


caixinha de promessas

04/10/09

ELA CORREU PARA JESUS

Ora, certa mulher, que havia doze anos padecia de uma hemorragia, e que tinha sofrido bastante às mãos de muitos médicos, e despendido tudo quanto possuía sem nada aproveitar, antes indo a pior, tendo ouvido falar a respeito de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou-lhe o manto; porque dizia: Se tão-somente tocar-lhe as vestes, ficaria curada. E imediatamente cessou a sua hemorragia; e sentiu no corpo estar já curada do seu mal. Marcos 5:25-29


Esta mulher depois de padecer durante muitos anos com uma doença sem cura, um dia alguém lhe falou de Jesus.· Ela sofreu durante doze anos;· Gastou tudo quanto tinha com os médicos;· Os médicos não descobriram a doença dela;· Ouviu falar de Jesus;· Correu para Ele.Certamente esta mulher sofria muito. Não só por causa da doença que tinha, mas porque estava muito desgastada psicologicamente. Ela via o tempo a passar e a sua doença sempre presente, sem sinais de cura. Estar doente anos a fio deve ser muito complicado. Para agravar a situação, a doença dela privava-a de conviver com outras pessoas, isto significa que ela para além de doente, estava também isolada da sociedade. Viu também todas as suas economias gastas em médicos que não resolveram a sua situação. Diz a bíblia que ela gastou tudo quanto tinha. Uma vez li numa versão que ela gastou toda a sua fortuna. Bem, uma fortuna já implica grande quantidade de bens. Mas o mais grave aqui é que ela continuava doente.A bíblia diz que ela foi vista por muitos médicos. Cada vez que alguém lhe falava de um médico muito bom, com alguma fama, lá ia ela, na ânsia de encontrar quem a poderia ajudar. Quem sabe ela até viajou até outros lugares, para encontrar algum médico de fama. Mas tudo em vão. Por mais famosos que fossem esses médicos, nenhum deles encontrou a cura para essa doença que atormentava aquela mulher.Foram doze anos de sofrimento, que para além da doença em si, se traduziram também em rejeição por parte da sociedade. Naquela época, toda a mulher no seu período menstrual, era considerada “imunda” e não podia ter contacto com ninguém, e nem ser vista movimentando-se pelas ruas. Era escorraçada, como se de um leproso se tratasse. Portanto esta mulher vivia num sofrimento atroz, doente, rejeitada pela sociedade, e quem sabe, se até pela própria família.Mas ela foi à luta. Não se deixou intimidar pela doença, nem pela perseguição. Ela estava muito fraca, não é difícil perceber isso, porque ela estava com perda de sangue permanente, havia doze anos. As suas forças não deviam ser muitas, mas ela teve forças para correr até Jesus.Alguém lhe falou de Jesus. Disseram para ela que havia um homem que andava por ali perto, e que curava as pessoas. Ela nem olhou para trás. Se eu já fui a tantos médicos - disse ela – e nenhum deles me curou, eu vou falar com esse homem. Decidida. Mas o que ela não contava era que Jesus arrastava uma multidão atrás de si, e era quase impossível falar com Ele. Ela estava muito fraca, não podia andar muito, também não podia ser detectada por ninguém que a conhecesse, por causa da sua “imundície”. Corria então muitos riscos. Mas ela não tinha nada a perder, já que estava ali, ela tinha que falar com Jesus. Decidiu então que entraria naquela multidão para ir até Jesus.Depois de já estar metida na multidão, ela teve que “furar” entre as pessoas. Onde arranjaria forças? Então foi, começou a “furar” e, na ansiedade de chegar perto de Jesus, vendo que as dificuldades eram tantas, ela exclamou: vrs 28 “Se tão-somente tocar nos seus vestidos, sararei”. Esta foi uma declaração de fé e de vitória.As palavras que falamos são muito importantes. Se declaramos derrota, já estamos à partida derrotados, mas se declaramos vitória, e fé, vamos alcançar o que ansiamos. A bíblia diz que a nossa boca produz bênção e maldição, mas aconselha a que se não faça assim. (Tiago 3:10 Da mesma boca procede bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim).Ao tocar nas vestes de Jesus, imediatamente a sua hemorragia cessou. Cumpriu-se o que tinha declarado com a sua própria boca. Acabou ali o seu sofrimento. Ela nem chegou a falar com Jesus. Depois, quando Jesus quis conhecê-la para lhe dar os “parabéns” pela sua fé e persistência, ela se prostrou diante dele, confessando que tinha tocado suas vestes.Pela fé, Jesus entrou na vida desta mulher. Ele estava ali com ela, mas ela precisou ter fé para receber de Deus o que precisava. Jesus curou-a por causa da sua fé.Podemos aprender muita coisa com esta mulher, mas a mim muito especialmente me toca o facto de que ela nunca desistiu. Doze anos de luta, de desilusões, cada vez que ia a um médico se enchia de esperanças, mas tudo em vão. Deve ter tido muitas depressões, só o facto de não poder sair de casa nem falar com ninguém, era suficiente para uma vida amargurada. Mas não desistiu. Perdeu tudo quanto tinha, todas as suas economias, quem sabe até se ela se endividou, mas nunca desistiu. Ela não deixou “cair” os braços, dizendo se não tenho cura, paciência, não, ela continuou a lutar e quando alguém lhe falava de algum médico lá ia ela.Havia então um médico muito perto dela e que foi a solução para a sua doença. Mas Jesus não é um médico somente, porque um médico apenas detecta a doença e passa medicamentos, mas Jesus, ele detecta a doença e cura na hora. E fá-lo ainda hoje. Qualquer doença não é segredo para Ele. Fala-se muito de “cancro”, de “sida”, de doenças raras, mas para todas as doenças Jesus tem a cura. Jesus é cura, é saúde, é vida.Esta mulher correu para a pessoa certa.Digite aqui o resto do post