...

...
Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Salmos 37.7


E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Filipenses 4:7


caixinha de promessas

18/07/09

Vinde a Mim

"Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei." Mateus 11.28

É impossível ficar indiferente a expressão de tanto amor. Jesus compreendia perfeitamente o sofrimento das pessoas. Jesus não somente veio para nos salvar, mas ele também mostrou através de suas atitudes e expressões, pelas palavras que falou e por tudo o que fez aqui na terra em nossa presença, o seu amor e compreensão. Tudo o que ele é, aqueles que estiveram junto dele, puderam contemplar.
Por muito tempo pensei que este vrs. era dirigido aos perdidos, àqueles que ainda não aceitaram Jesus no seu coração, dando assim a entender a salvação que há em Jesus. Mas actualmente, chego à conclusão que qualquer um de nós precisa destas palavras de Jesus, deste convite a nos chegarmos a Ele.


Será que nós, os salvos, não andamos também cansados? Será que o nosso dia-a-dia não é penoso como o dia-a-dia dos demais? Principalmente nestes grandes meios, em que vivemos do trabalho fora de casa, em que os nossos filhos nos rodeiam com as suas necessidades, em que temos que fazer compras, tratar da roupa, fazer as refeições, limpar e arrumar a casa, ser esposa e mãe – agora estou-me referindo a mulheres, mas os homens não ficam de fora - muitos com trabalho diferente, mas cansativo também. E quando também temos actividades na igreja? Em que temos que arranjar tempo para o que for necessário, conforme as actividades que tenhamos.
A correria do quotidiano é horrível, e se não buscarmos a Deus, procurando o seu descanso, o seu consolo, o seu alívio, então as coisas pioram. Aqui é que há diferença entre quem já é salvo, e que pode socorrer-se de Jesus, em oração, enquanto que, quem não tem Jesus, certamente vive com muitas dificuldades.
Procurando compreender o que levou Jesus a dizer estas palavras. Acredito que Jesus, no seu percurso por este mundo, lidou com gente com grandes problemas. Havia muitos enfermos – os evangelhos relatam muitas ocasiões em que Jesus curou – havia muita gente que tinha problemas, havia um cansaço geral e angústia, as pessoas viviam com uma grande fome de Deus. As pessoas buscavam - sem encontrar - o Deus que elas precisavam. Este estado de situações levou Jesus a sentir um grande amor e misericórdia pelas pessoas. Daí ele ter dito: “vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei”. Talvez as pessoas que ouviram estas palavras na altura não tenham entendido muito bem, mas muitas aproveitaram ao máximo a presença de Jesus no seu meio, e receberam. Muitas foram curadas, outras foram tratadas espiritualmente, outras ressuscitaram, enfim, Jesus sempre tinha algo para dar a fim de dar consolo e colmatar tantas necessidades que tinham.
Estava a pensar que hoje é um bocadinho assim também. Temos Jesus à “mão de semear” passe a expressão, e não usufruímos dele quando precisamos. Estamos cansados, oprimidos, mas parece que nem nos lembramos da fonte da vida que temos ali mesmo. Até em pensamento nos podemos aproximar de Jesus num momento de “aperto”. Quem tem Jesus no coração, tem a solução a qualquer momento. Não precisa viver angustiado. E tal como no tempo em que Jesus estava entre nós em pessoa, e que abençoava aqueles que se chegavam a Ele, hoje é igual também, mas de uma forma completamente abrangente. Ele é onipresente. Está em todo o lugar! Glória a Deus! E pode perfeitamente socorrer todos os que a Ele clamarem e se chegarem a Ele. O convite está de pé ainda hoje. Para todos: vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Palavras de Jesus).
Isabel